Início Cidade e Região Inglês do mundo: férias podem ajudar a praticar idiomas

Inglês do mundo: férias podem ajudar a praticar idiomas

210
0
COMPARTILHAR

Existe diferença entre o inglês americano e o inglês britânico? Sim, porém as diferenças de pronúncia, gramática e vocabulário não impedem a comunicação entre estado-unidenses e ingleses. Compreender as características e especificidades de cada um é essencial para facilitar a comunicação, já que muitas palavras são escritas de um jeito no americano e de outro no britânico.

De acordo com a professora de Inglês no Marista Idiomas do Colégio Marista Santa Maria, Jamile Dabul, conhecer as diferenças entre o vocabulário dos tipos de inglês é importante, já que evita constrangimentos ao visitar um país com cultura e hábitos diferentes. “Algumas palavras possuem a mesma pronúncia, mas são escritas de forma distinta. A mesma palavra em português, pode ser escrita de maneiras diferentes em inglês americano e britânico”. A palavra “cor”, por exemplo, em inglês americano escreve-se color, enquanto no britânico é colour. Esse também é o caso de “borracha”, que no inglês americano é eraser e no britânico, rubber.

Mesmo que o inglês seja a língua mais falada do mundo – ao todo, 50 países o têm como língua oficial – não significa que em todos eles as pessoas falem inglês nas ruas. Malta, por exemplo, é um país que fica no meio do Mar Mediterrâneo e possui o maltês e o inglês como idiomas oficiais. “Ambos são ensinados nas escolas, porém, a população conversa entre si em maltês. É importante lembrar que a língua inglesa é falada em outros países, como Austrália, Nova Zelândia e África do Sul, onde apresentam outras variações”, analisa a professora. Cada um tem suas particularidades

Em termos de pronúncia, ambos se distinguem de forma bem evidente. O inglês americano é mais arrastado, enquanto o britânico é mais pausado, diferença que resulta em brincadeiras entre falantes do idioma. O caso da palavra “água”, por exemplo, escreve-se da mesma forma em ambos, porém, a fala dos estado-unidenses tem um som parecido a “uarer” (/ˈwɑː.t̬ɚ/) e no britânico se assemelha a “uatá” (/ˈwɔː.tər/). Estes símbolos entre parênteses são do Alfabeto Fonético Internacional (AFI), que auxilia na compreensão e pronúncia de qualquer idioma.

Sobre a Rede Marista de Colégios: A Rede Marista de Colégios (RMC) está presente no Distrito Federal, Goiás, Paraná, Santa Catarina e São Paulo com 18 unidades. Nelas, os mais de 25 mil alunos recebem formação integral, composta pela tradição dos valores Maristas e pela excelência acadêmica. Por meio de propostas pedagógicas diferenciadas, crianças e jovens desenvolvem conhecimento, pensamento crítico, autonomia e se tornam mais preparados para viver em uma sociedade em constante transformação. Saiba mais em www.colegiosmaristas.com.br.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, deixe o seu comentário!
Por favor entre com seu nome aqui