Início Cidade e Região Vias estratégicas de Londrina passam por obras de duplicação

Vias estratégicas de Londrina passam por obras de duplicação

344
0
COMPARTILHAR

Várias obras de duplicação estão sendo realizadas em Londrina, ao mesmo tempo, para melhorar a fluidez do trânsito. Dentro do projeto Arco Leste, para interligar as rodovias PR-445 a BR-369, a Prefeitura está executando o trecho 2. As obras compreendem trecho da Avenida dos Pioneiros até a rotatória da Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR). Com investimentos de R$ 959.996,10, a obra foi iniciada em abril e já foram executados 64,07% dos serviços previstos.

A duplicação de trecho da Avenida dos Pioneiros deve ser concluída em um prazo de 150 dias a contar do seu início, ou seja, em setembro. A implantação do Trecho 2 do Arco Leste conta com financiamento do Ministério das Cidades, por meio do Programa Pró-Transporte, somado a recursos próprios do Município.

Para o prefeito Marcelo Belinati, a UTFPR foi um grande vetor de desenvolvimento para a região leste, mais especificamente próximo à Avenida dos Pioneiros, onde está situada. “A partir dessa implantação a cidade cresceu muito, com novos empreendimentos, loteamentos e, com isso, criou-se um fluxo de veículos muito grande, o que tornou necessária a tomada de medidas de adequação no sistema viário, que esse projeto do Arco Leste vem resolver”, explicou.

Segundo João Verçosa, Secretário de Obras, o projeto do Arco Leste, composto por cinco lotes, complementa trechos com vias já pavimentadas. “Ele aproveita a infraestrutura existente, com o objetivo de oferecer uma opção de acesso da PR-445 a BR-369, como houve na duplicação de parte da Avenida Waldemar Spranger até a Rua Bélgica, na Avenida das Américas, contornando parte do Parque Arthur Thomas. O Arco Leste prossegue até o Aeroporto, e a terceira etapa prevê uma pista que será construída atrás do aeroporto, no final da Avenida Salgado Filho, até a Robert Koch, contornando por trás do aeroporto. E, por dentro dos bairros, o arco segue até a região leste, para este trecho onde está sendo duplicada a Avenida dos Pioneiros, da Jamil Scaff até a rotatória da universidade. Na sequência, teremos o trecho 1, que abrange a transposição da linha férrea, a partir da UTFPR, até chegarmos na BR-369”, detalhou.

A Prefeitura também está desenvolvendo um projeto para duplicação de outro trecho da Avenida dos Pioneiros. O material, que está sendo desenvolvido pela Diretoria de Projetos da Secretaria Municipal de Obras e Pavimentação (SMOP), abrange a área que vai da rotatória com a Jamil Scaff e vai até o acesso para a Avenida das Laranjeiras. Foi realizado o levantamento topográfico no local, que servirá como base para a elaboração do projeto da obra, e que futuramente será licitada pelo Município.

Para melhor atender o tráfego provocado pelo seu novo Centro de Distribuição, em Londrina, a empresa BRF está duplicando parte da Avenida Saul Elkind, com mais de quatro mil metros de extensão.  “Neste prolongamento da Saul, próximo à divisa com Ibiporã, houve esse incentivo do Município, promovendo a industrialização em nossa cidade. É algo que vai beneficiar a BRF, atendendo melhor toda a região sul, e Londrina, com uma grande obra, gerando empregos”, destacou.

Região oeste – Outras vias importantes das demais regiões de Londrina também estão passando por obras de alargamento. A Avenida Prefeito Faria Lima teve sua duplicação dividida em dois lotes. O primeiro, que teve início em novembro de 2018, compreende o trecho que inicia na Rua Reverendo João Batista Ribeiro Neto e vai até a Rua Bento Munhoz da Rocha Neto. E o lote dois, que começou a ser executado no início do mês de julho, compreende 600 metros na área a partir da Rua Bento Munhoz da Rocha Neto até a Avenida Maringá.

Com base no cronograma do lote 1, a expectativa é que, nos próximos dias, seja liberado o acesso à Rua Colina Verde, perpendicular à Faria Lima, com a finalização de rotatória neste cruzamento. Dessa forma, será interditado o tráfego que interliga a Rua Flor-da-Primavera à Prefeito Faria Lima, para que os serviços possam avançar neste local.

Dentre outros serviços, a obra de duplicação nos dois lotes inclui terraplenagem, paisagismo, implementação de ciclovia, sinalização, pavimentação asfáltica, drenagem e outros. O lote 2 contempla também a construção de uma ponte, sobre o Ribeirão Bom Retiro.

Em relação à duplicação da Faria Lima, o primeiro trecho concluiu 57,60% da obra, com previsão de conclusão até o final do mês de setembro. O segundo trecho, que iniciou recentemente, está com o cronograma de execução dentro do prazo estabelecido, com previsão de término para março de 2020.

Futuras intervenções – Outras duplicações estão sendo estudadas pela Prefeitura, com o desenvolvimento de projetos funcionais e de execução. Na Avenida Guilherme de Almeida, a previsão é alargar parte da via, no trecho que compreende do Jardim Campos Elíseos até o União da Vitória 2. Ainda na região sul, a Avenida Europa deve ser prolongada até atender o Conjunto Vale Azul, sendo que o projeto foi finalizado e está na fase de orçamento. “A complementação da Avenida Europa, até chegar no Vale Azul, vai atender a uma antiga reivindicação da comunidade. E a duplicação da Guilherme de Almeida, partindo da antiga usina do Pavilon até chegar no União, com certeza irá melhorar muito o acesso para as milhares de famílias que moram nesta região da cidade”, citou Verçosa.Para esta obra, foram executados muro de contenção, instalação de galeria pluvial para o sistema de drenagem, construção de meio fio, e agora ela deve entrar na etapa de pavimentação. Futuramente, uma rotatória será implementada onde fica o Monumento à Bíblia. O total de investimentos para esta duplicação é de R$ 3.133.324,50. (Fonte: Prefeitura/Ncom)

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, deixe o seu comentário!
Por favor entre com seu nome aqui