Início Esporte Árbitro erra, ataque não funciona e LEC perde em casa para o...

Árbitro erra, ataque não funciona e LEC perde em casa para o Juventude

194
0
COMPARTILHAR

Londrina, do zagueiro Lucas Costa, fez uma apresentação ruim no Estádio do Café

Dois erros da arbitragem no segundo tempo foram decisivos para a derrota do Londrina para o Juventude (RS) por 1 a 0 na noite desta sexta-feira (8), pela décima rodada do Campeonato Brasileiro da Série B. Mas o Tubarão também errou muito no jogo e decepcionou a pequena torcida que compareceu ao Estádio do Café. O time deixou o gramado sob vaias após o apito final do árbitro.

O LEC caiu uma posição na tabela e ficou na 12ª colocação, com 12 pontos. Já o Juventude passou a somar 14 pontos e subiu para o oitavo lugar. Mas o posicionamento dos dois times na classificação deve ser alterado até o fim da rodada.

Sem poder contar com os volantes Sílvio e Germano, suspensos, o técnico Marquinhos Santos procurou armar uma equipe ofensiva para enfrentar o “ferrolho” do Juventude. O adversário fez seis mudanças na equipe em relação ao jogo anterior e escalou cinco jogadores no meio de campo. O primeiro lance de perigo, no entanto, foi do time gaúcho, com Neuton batendo forte por cima do travessão. Mas o Londrina teve duas grandes oportunidades de marcar com Safira, que não estava em noite inspirada. Num dos lances, aos 13 minutos, o erro foi duplo na área adversária: Jardel furou e Safira bateu para fora. Aos 21, Safira recebeu de Felipe Marques e finalizou mal novamente.

O Juventude conseguiu uma falta aos 45 minutos e, já nos acréscimos, a bola foi levantada para a área: o zagueiro Bonfim cabeceou em cima do goleiro Wagner, que rebateu e o próprio Bonfim tocou para fazer o único gol do jogo.

No início do segundo tempo, o Juventude voltou a assustar com cabeçada de Ricardo Jesus, defendida por Vagner, no lado esquerdo do gol. O Londrina procurou dar mais ritmo e o auxiliar Fabio Rodrigo Rubinho errou ao anular um gol de Paulo Henrique apontando um impedimento inexistente do lateral-esquerdo Roberto, responsável pelo cruzamento. Pouco depois, a arbitragem errou novamente porque Safira foi visivelmente empurrado ao saltar para cabecear dentro da área e mesmo estando próximo ao lance, o árbitro Alinor Silva da Paixão nada marcou.

O técnico Marquinhos Santos colocou o meia Dudu no lugar de Safira e avançou Thomás para formar o trio ofensivo com Paulo Henrique e Felipe Marques. O Juventude praticamente deixou de atacar e anulou a maioria das ações ofensivas do Tubarão. O mau aproveitamento das faltas e escanteios também prejudicaram o time alviceleste. A entrada do meia Anderson Oliveira, revelação da base, no lugar de Jardel, e a substituição de Thomás por Thiago Ribeiro (faltando cinco minutos para o final) não surtiram efeito.

“O resultado foi péssimo. Futebol é complicado: quem não faz acaba tomando”, lamentou o lateral-direito Reginaldo.

O Londrina esperava somar seis pontos em duas partidas consecutivas em casa, mas só poderá a metade, caso vença o Goiás na próxima terça-feira em jogo que começa às 18 horas, mais uma vez no Estádio do Café.

Londrina: Vagner, Roberto, Lucas Costa, Dirceu e Reginaldo; Jardel (Anderson Oliveira), Thomás (Thiago Ribeiro) e Moisés Gaúcho; Safira (Dudu), Paulo Henrique e Felipe Marques
Técnico: Marquinhos Santos

Juventude: Matheus; Vidal, Micael, Rafael Bonfim e Neuton; Bertotto, Diones (Jair), Leandro Lima (Bruno Ribeiro), Tony e Guilherme Choco; Ricardo Jesus (Douglas Kemmer).
Técnico: Julinho Camargo

(Foto: Gustavo Oliveira/LEC)

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, deixe o seu comentário!
Por favor entre com seu nome aqui