Início Colunistas Sustentabilidade na arquitetura

Sustentabilidade na arquitetura

716
0
COMPARTILHAR

Por Aline Monteiro (*)

A sustentabilidade está em pauta em diversos segmentos e na arquitetura não seria diferente. Isso se reflete na preocupação de poupar água, aproveitar a luz e a energia solar e no uso de materiais ecológicos.

Algumas alternativas sustentáveis podem ser adotadas na fase da construção. Por exemplo:

  • Incluir uma cisterna para armazenar água da chuva,
  • Utilizar painéis solares para geração de energia e aquecimento da água,
  • Aproveitar a luminosidade e a ventilação natural a fim de reduzir o consumo de energia elétrica,
  • Não usar químicos nas hortas domésticas,
  • Calcular bem os materiais a serem utilizados para evitar o desperdício,
  • Selecionar os materiais, que podem ser reciclados ou reutilizados,
  • Utilizar móveis e eletrodomésticos que tenham vida útil mais longa.

Na hora de mobiliar a casa é preciso questionar, será preciso comprar tudo novo e gerar mais impacto no meio ambiente?

Hoje existem vários selos que enquadram um prédio ou uma casa na categoria “sustentável”. Alguns exemplos: Leed For Homes, Selo Casa Sustentável, Certificação AQUA-HQE, entre outros.

O estilo de vida sustentável em casa começa na construção do imóvel, e segue no dia a dia dos moradores. Nós já conhecemos e podemos praticar os 5 r´s da sustentabilidade!

1.     RECUSAR: Basta dizer não para objetos e hábitos que causam impacto negativo ambiente, como recusar canudos, sacolinhas, copinhos e talheres descartáveis.

2.     REDUZIR: Você pode reduzir seu consumo de energia, de água, e de uma forma bem geral, questionar seus hábitos de consumo.

3.     REUTILIZAR: Você pode ser criativo e transformar garrafas em vasos, caixas de feira em móveis… Além disso, também pode reutilizar apenas usando novamente, com a mesma função já usada.

4.     RECICLAR: É importante separar corretamente os resíduos recicláveis, dos orgânicos e do lixo comum. As embalagens em geral vão ao reciclável e os restos de alimentos vão no lixo orgânico, que podem ser compostados e transformados em adubo. Você pode até ter a sua própria composteira. O lixo do banheiro e guardanapos sujos vão no lixo comum, que não é reciclável e nem orgânico.

5.     REPENSAR: Será que os seus hábitos impactam negativamente o planeta? Repense!

Que tal tentar adotar práticas diárias de sustentabilidade ambiental no nosso dia a dia e também em nossas casas?

(Foto: Arquivo)

(*) Aline Monteiro é arquiteta e urbanista, especialista em design de interiores.

https://www.facebook.com/monteiroarq.interiores

https://www.instagram.com/monteiroarq.interiores/

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, deixe o seu comentário!
Por favor entre com seu nome aqui