Início Cidade e Região Abraseda reúne 1,5 mil sericicultores em Londrina

Abraseda reúne 1,5 mil sericicultores em Londrina

300
0
COMPARTILHAR

Atuando há cerca de um ano para englobar e incentivar toda a cadeia de produção do bicho da seda, a Associação Brasileira da Seda (Abraseda) realiza nesta quinta-feira (19), das 6h30 às 17h, no Centro de Eventos de Londrina, o 16º Encontro Nacional e 35º Encontro Estadual de Sericultura, que vai reunir 1,5 mil produtores dos três estados brasileiros que concentram a produção: Paraná, São Paulo e Mato Grosso do Sul.

A produção da seda no Brasil hoje tem Fiação de Seda Bratac como a única indústria do setor no hemisfério ocidental. Atualmente, em todo o país, são 2,5 mil famílias sericicultoras em 227 municípios do Paraná, de São Paulo e do Mato Grosso do Sul. Só no Paraná são 183 municípis que produzem o bicho da seda.

A expectativa é reunir os sericicultores e, entre palestras, lançamentos de livros e apresentações técnicas, promover o intercâmbio de informações e experiências e, principalmente, incentiva-los a ampliar suas produções, aumentar a produtividade e conquistar novos produtores. Afinal, a produção de casulos no Brasil tem mercado consumidor garantido: com a demanda internacional pela seda brasileira, considerada a de melhor qualidade no mundo, e os equipamentos técnicos disponíveis, é possível num curto espaço de tempo elevar em 20% a produção sem, no entanto, deixar cair a rentabilidade ao produtor. E, em médio prazo, a produção pode dobrar.

A produção de casulos do bicho da seda tem alguns atrativos: além de ser totalmente sustentável, sem o uso de agrotóxicos, e dar ao produtor garantia de renda durante dez meses no ano (a entressafra vai de fim de junho a agosto), é, para o produtor rural familiar, a melhor rentabilidade por hectare de amoreira plantada, que é o alimento do bicho da seda. O investimento inicial varia entre R$ 20 mil a R$ 80 mil dependendo do tipo de estrutura que o produtor quiser construir, se mais simples ou mais moderna. A renda bruta por hectare pode chegar a R$ 35 mil, dependendo da produtividade de cada criador, sendo de 15% a 20% do rendimento bruto destinado ao custeio da produção.

Programação do 16º Encontro Nacional e 35º Encontro Estadual de Sericultura

-6h30 às 8h30: credenciamento e recepção dos sericicultores

-8h30: abertura

-9h45: lançamento do livro “Inovações na sericicultura do Paraná: tecnologias, manejo e rentabilidade”

-9h55: apresentação técnica Emater e Iapar (Paraná)

-10h15: depoimento de sericicultores em vídeo

-10h25: apresentação técnica CATI (São Paulo)

-10h40: apresentação técnica Agraer (Mato Grosso do Sul)

-10h50: homenagem aos sericicultores (Bratac)

-11h: cases de sucesso do associativismo na sericicultura

-12h: almoço

-13h30: atração artística

-14h: Câmara Técnica do Complexo da Seda

-16h: distribuição de brindes e visita aos estandes

-17h: encerramento oficial

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, deixe o seu comentário!
Por favor entre com seu nome aqui