Início Cultura Coletivo de contadoras de história terá aporte do Instituto MRV

Coletivo de contadoras de história terá aporte do Instituto MRV

57
0
COMPARTILHAR

O projeto Coletivo de Contadoras de História Rosazul foi o escolhido do público na quarta chamada pública de projetos do programa Educar para Transformar. Nos próximos quatro meses, o projeto receberá R$ 30 mil para desenvolver suas atividades e os responsáveis passarão por um treinamento focado em questões administrativas e no desenvolvimento das ações educacionais.

A escolha final do projeto aconteceu por votação popular, no site do Instituto. Os finalistas foram selecionados por uma comissão avaliadora. Segundo Raphael Lafeta, diretor do Instituto MRV, o Educar para Transformar foca em propostas que associam educação aos três pilares do desenvolvimento sustentável: social, ambiental e econômico. “Acreditamos que a educação é o principal alicerce para o desenvolvimento de um país. Por isso, buscamos apoiar projetos com cunho educacional e torná-los perenes, contribuindo com a vida de milhares de jovens e crianças”, afirma o executivo.

O projeto vencedor

Com foco em meninas de 16 a 18 anos, o Coletivo de Contadoras de História Rosazul é um projeto da Biblioteca Interativa do Centro Educacional Marista Irmão Acácio, que busca empoderar a figura feminina por meio da cultura da oralidade e da literatura. Além disso, democratiza o acesso à cultura e à educação por meio do encantamento, das histórias e da imaginação. Aspectos tão importantes para a formação infantil que muitas vezes são negligenciados pelo estado e pela família, o que resulta em jovens e adultos não leitores e sem criticidade para lutar por mudanças sociais importantes.

Sobre o Instituto MRV

Para a MRV Engenharia, investir em responsabilidade social é tão importante quanto garantir o sonho da casa própria para milhares de brasileiros. Por isso, a companhia fundou em 2014 o Instituto MRV, organização sem fins lucrativos, voltada para promoção da transformação social do país por meio da educação. Somente em 2017, foram investidos mais de R$5,6 milhões em projetos como a Chamada Pública de Projetos, Criança Esperança, Programa Miguilim, Cidade dos Meninos São Vicente de Paulo, Projeto Querubins, e muitos outros. Além disso, o Instituto também é responsável pelo incentivo ao voluntariado junto aos mais de 20 mil colaboradores da construtora. Saiba mais em www.institutomrv.com.br.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, deixe o seu comentário!
Por favor entre com seu nome aqui