Início Cidade e Região Vai começar a construção de viaduto na Dez de Dezembro

Vai começar a construção de viaduto na Dez de Dezembro

124
0
COMPARTILHAR

O prefeito de Londrina, Marcelo Belinati, assinou na manhã desta sexta-feira (24) a ordem de serviço para a construção de viaduto na Avenida Dez de Dezembro, no cruzamento com a Avenida Arcebispo Dom Geraldo Fernandes (Leste Oeste). O secretário municipal de Obras e Pavimentação, João Verçosa, e o presidente do Instituto de Pesquisa e Planejamento Urbano de Londrina (IPPUL), Roberto Alves Lima Junior, também participaram da solenidade. Com a assinatura, a empresa vencedora do processo licitatório, Hejos Construções Civis, de Maringá, está autorizada a iniciar a execução da obra.

Com implantação do viaduto na Avenida Dez de Dezembro, a expectativa é que haja maior fluidez no trânsito da região, especialmente no trecho da rotatória que fica próxima ao Terminal Rodoviário de Londrina. Para a execução do projeto, que inclui a interseção em desnível em concreto armado, estruturas de contenção, alças de acesso, remanejamento da rede de iluminação pública, pavimentação, sinalização viária e drenagem, serão investidos recursos na ordem de R$ 17.651.553,75. Essa quantia representa uma economia real de mais de três milhões de reais, já que o valor previsto no edital de licitação era de R$ 21.058.956,15.

O viaduto sobre a Avenida Dez de Dezembro terá 275 metros de comprimento, incluindo os acessos. A área total de pavimentação será de 18.621,74 metros quadrados. A obra conta com recursos da Caixa Econômica Federal, por meio do PAC2 – Mobilidade Médias Cidades, mais contrapartida do Município. A empresa terá um prazo de 450 dias corridos para conclusão dos trabalhos, contados a partir do recebimento da Ordem de Serviço, e a execução será acompanhada por engenheiros da Secretaria Municipal de Obras e Pavimentação.

O prefeito Marcelo Belinati ressaltou que trata-se de uma obra importantíssima para estruturar a cidade e para o futuro de Londrina, que trará mais qualidade de vida e segurança para a população. “Hoje a cidade começa a concretizar um sonho, pois este é um dos pontos mais delicados do trânsito de Londrina. Peço paciência aos munícipes, pelos transtornos que possam ser causados durante a realização da obra, mas isso é imprescindível para que possamos avançar na mobilidade urbana”, enfatizou.

O prefeito informou ainda que outras obras serão feitas na cidade, para melhorar o trânsito do município, mas que não serão feitas concomitantemente, para não gerar um caos na locomoção. Segundo ele, em breve serão feitas as licitações para duplicação das avenidas Amintas de Barros e Rua Prefeito Faria Lima. Também serão realizadas obras de intervenção viária, como o recapeamento da Rua Professor João Cândido, Rua Winston Churchill e Avenida Rio Branco. “Também pretendemos fazer, ainda nesta gestão, o viaduto da Avenida Rio Brando com a Leste Oeste e uma intervenção viária na baixada da avenida Maringá com a Avenida Ayrton Senna da Silva”, adiantou.

O secretário João Verçosa explicou que a obra do viaduto será muito moderna e funcional. “Esperamos que ela tenha grande durabilidade, que o resultado seja bom, pois a obra foi projetada para isso. O viaduto foi projetado para contar com quatro pistas, duas em cada direção, além das de pedestres”, contou.

Verçosa adiantou que, com a entrega da Ordem de Serviço, será realizada uma reunião para definir e alinhar todas as questões referentes ao projeto, com a empresa responsável pela obra. “De início, a expectativa é fazer a readequação da rede elétrica nesta região e o remanejamento do Monumento ‘O Passageiro’ (foto), que será realocado para uma das laterais da rotatória. Primeiro vamos nos reunir com os representantes da empresa em um encontro técnico para definir como serão os trabalhos”, disse.

O presidente do Ippul, Roberto Alves Lima Junior, apontou que esta é uma obra muito importante e de extrema relevância para Londrina. “Ela é fundamental do ponto de vista da mobilidade urbana da cidade. Neste momento estamos estudando, junto à Secretaria Municipal de Obras e Pavimentação e Companhia Municipal de Trânsito e Urbanização (CMTU), as rotas alternativas para quando iniciar a execução do viaduto, a fim de garantir que, durante a execução da obra, não aja interrupção da fluidez do trafego da região leste”, frisou.

Tráfego – Diversas intervenções serão feitas no local, com objetivo de minimizar o impacto da obra e de não haver uma interdição drástica.  Segundo a diretora de Trânsito e Sistema Viário do IPPUL, Denise Ziober, uma delas será a construção de uma via paralela, que adentrará um pouco no terreno do estacionamento da Rodoviária, para facilitar o tráfego dos motoristas que saem da zona norte para subir para as regiões leste e oeste. “Também vamos duplicar a Rua Potiguares, para dar espaço para que os veículos sigam por trás do Estádio Vitorino Gonçalves Dias, para chegar até a Avenida Duque de Caxias com maior facilidade”, contou.

De acordo com Denise, para quem sair do centro, sentido zona norte, será possível descer a Vila Casoni, entrando na rua Potiguares e na Avenida Dez de Dezembro sem nenhum transtorno e sem necessidade de passar pela rotatória. “Do outro lado, faremos a inversão de mão do viaduto, criando uma entrada da Leste Oeste direto para o viaduto, para seguir para a zona leste, inclusive duplicando o trecho em frente ao SESC, que vai interligar com a Avenida dos Pioneiros e facilitará o trânsito, sem necessidade de entrar na rotatória”, disse. Denise contou ainda que também será criada uma faixa para aumentar o espaço para os carros circularem no local, para quem deseja sair da leste oeste em direção a zona sul.

Superbus – A obra de interseção em desnível na Avenida Dez de Dezembro no cruzamento com a Avenida Leste Oeste faz parte das intervenções previstas na cidade para o sistema de Transporte Urbano Superbus modelo BHLS (Bus with High Level of Service).  A implantação do sistema BHLS de transporte público em Londrina pretende utilizar a infraestrutura de avenidas já existentes, em corredores dispostos nos principais eixos que cruzam a cidade.

Segundo a gerente de Projetos de Sinalização Viária e Controle de Tráfego do Ippul, Cristiane Biazzono, a Avenida Leste Oeste e sua continuação (Theodoro Victorelli) integram os corredores selecionados. “A construção do viaduto vai oportunizar a passagem das linhas de ônibus nesta região, garantindo um tempo menor do que é gasto hoje. E como a própria Dez de Dezembro é uma via muito importante como ligação, essa obra vai permitir que, em caso de futuras ampliações do sistema, ela possa também entrar como corredor, em uma fase futura”, apontou.

Dados do Ippul apontam que no horário de pico, que se inicia no final da tarde e segue até começo da noite, aproximadamente 16 mil veículos trafegam por hora, na rotatória da Avenida Dez de Dezembro, em todos os sentidos. “A construção do viaduto vai priorizar a liberação do fluxo na via com maior tráfego, que no caso é a Dez de Dezembro. Além disso, essa via também aparece nos relatórios de locais com grande quantidade de acidentes de trânsito. Então, com essa intervenção, estamos tratando as questões de fluidez do trânsito e também de segurança, buscando a redução dos acidentes nesse local”, concluiu Cristiane.

Também estiveram presentes na solenidade, o representante da empresa Hejos Construções Civis, Osmar Nogami; o superintendente regional da Caixa Econômica Federal, Wlademir Roberto dos Santos; o vereador Péricles Deliberador, o presidente da Sociedade Rural do Paraná, Antônio Sampaio; o secretariado municipal; representes de vereadores e da sociedade civil organizada. (Fonte: Prefeitura/NCom)

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, deixe o seu comentário!
Por favor entre com seu nome aqui