Início Esporte Tubarão vence o Vila Nova em jogo eletrizante com cinco gols

Tubarão vence o Vila Nova em jogo eletrizante com cinco gols

138
0
COMPARTILHAR

Debaixo de chuva, Carlos Henrique comemora o gol de empate do LEC

Em uma partida eletrizante do início até o apito final do árbitro, o Londrina Esporte Clube (LEC) venceu o Vila Nova por 3 a 2 na noite desta sexta-feira (26), pela 33.a rodada do Campeonato Brasileiro da Série B. Os mais de 5 mil torcedores que foram ao Estádio do Café, apesar da chuva, saíram satisfeitos com a apresentação da equipe, que completou oito jogos sem derrota e se aproximou do G-4, grupo que terá direito às vagas na Série A de 2019.

O Tubarão passou a somar 50 pontos, um a menos que o próprio Vila Nova, que esperava alcançar a zona de acesso neste confronto.

O time goiano entrou disposto a surpreender os donos da casa e logo aos 3 minutos, Geovane lançou Mateus Anderson que chegou a driblar o goleiro Vagner, bateu em cima da zaga, que se recuperou no lance.

O Londrina equilibrou as ações e assustou o adversário, aos 11 minutos, em cobrança fechada de escanteio executada por Dagoberto, exigindo difícil defesa do goleiro Rafael Santos. Em dois lances de contra-ataque, a torcida alviceleste reclamou pênalti, mas o árbitro Jailson Macedo Freitas (BA) considerou as jogadas normais.

O Vila Nova voltou mais ligado para o segundo tempo e marcou logo no primeiro minuto, em lançamento longo para Rafael Silva, que não foi alcançado por Lucas Costa e finalizou forte, sem chances para defesa de Vagner.

O técnico Roberto Fonseca fez duas mudanças no time, que acabou chegando ao empate. Ele havia substituído o volante Jardel pelo também volante Germano e o meia Higor Leite pelo atacante Carlos Henrique. Deu sorte: após cobrança de falta de Dagoberto no travessão, Carlos Henrique aproveitou a sobra e empatou o jogo, aos 25 minutos.

Três minutos depois, após chute longo do goleiro Vagner, a zaga do Vila Nova falhou e a bola sobrou para Felipe Marques, que conduziu até a entrada da área e bateu firme, na saída do goleiro: 2 a 1.

O Londrina controlava bem o meio-campo e tudo indicava que o resultado não seria mais alterado. Mas, aos 43 minutos, Gastón Filgueira recebeu na esquerda, cruzou rasteiro e a defesa não conseguiu cortar. Rafael Silva apareceu livre na área para deixar tudo igual novamente.

A torcida londrinense ainda procurou empurrar o time nos minutos finais, porém o gol da vitória só surgiria por ato de indisciplina do goleiro Rafael Santos, que agrediu Paulinho Mopccelin dentro da área. Depois de alguma confusão, o árbitro marcou o pênalti e expulsou o goleiro. Como o Vila Nova já havia feito as três substituições, Gastón Filgueira foi para o gol. Aos 50 minutos, Dagoberto cobrou forte, no canto alto, e definiu o marcador: 3 a 2.

No dia 3 de novembro (sábado), às 16h30 (de Brasília), o Londrina enfrentará o Avaí em Florianópolis, em outro confronto com equipe que briga por vaga na Série A.

LONDRINA: Vagner; Lucas Ramon, Dirceu, Lucas Costa (Leandro Almeida) e Sávio; João Paulo, Jardel (Germano) e Higor Leite (Carlos Henrique); Paulinho Mocelin, Dagoberto e Felipe Marques. Técnico: Roberto Fonseca.

VILA NOVA: Rafael Santos; Maguinho, Naylhor, Diego Giaretta e Gastón Filgueira; Geovane, Wellington Reis (Elias), Juninho (Alex Henrique) e Mateus Anderson; Rafael Silva e Vinícius Leite (Léo Itaperuna). Técnico: Hemerson Maria.

(Foto: Gustavo Oliveira/LEC/Divulgação)

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, deixe o seu comentário!
Por favor entre com seu nome aqui