Início Cultura Plantão Sorriso promove “Balanço mas não cai”

Plantão Sorriso promove “Balanço mas não cai”

124
0
COMPARTILHAR

O Plantão Sorriso, organização cultural em Londrina que leva a alegria do palhaço para crianças hospitalizadas há 22 anos, realiza mais uma edição do “Balanço mas não cai”, show com música ao vivo, cenas de palhaço e apresentação das atividades realizadas durante o ano de 2018. As apresentações estão marcadas para os dias 27 e 28 de novembro (terça e quarta), às 19h, no Bar Valentino. O couvert custa R$ 12,00 e crianças até 6 anos não pagam.

O tema do show deste ano é Versão Brasileira. “Iremos apresentar a versão brasileira de grandes sucessos gravados originalmente nos Estados Unidos, Itália, França, Inglaterra e outros países. Muitas delas se tornaram clássicas e, tanto o original quanto o a versão brasileira ficaram conhecidas pelo público nacional, como Hey Jude dos Beatles, que ficou muito conhecida numa versão feita por Kiko Zambianchi. Uma das surpresas está reservada para algumas canções que muita gente não sabe que é uma versão”, revela Tonho Costa, ator do grupo e diretor musical do Balanço.

Para este show anual, que tem trazido mais público a cada ano, o elenco está trabalhando desde julho. “Junto com a música, as intervenções ‘palhacisticas’ irão garantir uma noite de muita diversão”, promete Tonho Costa. No palco, acompanhando o elenco do Plantão Sorriso, os músicos André Gião (guitarra), Junior Ribeiro (baixo) e Fabio Farinha (bateria).

Nos dois dias do Balanço, o Plantão estará vendendo o calendário de 2019 no valor de R$ 20 reais. A renda (do calendário e dos shows) será revertida para a manutenção das atividades do grupo.

O Plantão Sorriso atua em hospitais de Londrina e região há mais de 20 anos, levando a alegria do palhaço para crianças enfermas. A atividade foi reconhecida pela Câmara Municipal de Londrina através da entrega da Medalha Ouro Verde. Nestes 22 anos de atividade, o Plantão Sorriso já visitou 530 mil pessoas. A atividade nos hospitais conta com os patrocínios da Secretaria Municipal de Cultura, por meio do Programa Municipal de Incentivo à Cultura (Promic), Ministério da Cultura, Unimed Londrina e Vivah. O apoio é da Triolé Cultural e Teixeira Marques.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, deixe o seu comentário!
Por favor entre com seu nome aqui