Início Cultura Show de sambistas inaugura intercâmbio entre Londrina e Rio de Janeiro

Show de sambistas inaugura intercâmbio entre Londrina e Rio de Janeiro

46
0
COMPARTILHAR

O notório florescimento de iniciativas de samba em Londrina traz agora à cena cultural um projeto de intercâmbio entre a nova geração de amantes do samba na cidade e os bambas que despontam nos principais polos do país.

O projeto Gafieira 43, coordenado pelo cantor, compositor e produtor cultural londrinense Paulo Vitor Poloni, lança esta proposta no dia 16 de dezembro com o carioca Pedro Miranda, no show Gafieira 43 convida Pedro Miranda, no bar Valentino, com início às 20 horas.

Os dois vão cantar um repertório de sambas dançantes de grandes compositores, como Donga, Noel Rosa, Cartola, Zé Keti, Paulo Vanzolini, Chico Buarque, Caetano Veloso, João Bosco e Eduardo Gudim. Pedro Miranda e Paulo Vitor Poloni têm como características a preocupação com a qualidade e criatividade musical e o empreendedorismo cultural.

Os artistas

Pedro Miranda é destaque da geração nova do samba que revitalizou o boêmio bairro da Lapa, no centro do Rio de Janeiro. Já integrou o Grupo Semente e é idealizador do Samba da Gávea, um ponto de encontro que acontece todas as segundas-feiras num lugar inusitado, a padaria Casa da Tata, no bairro da Gávea. Por lá já passaram nomes como Zélia Duncan, Tereza Cristina e Roberta Sá.

Em 2017, foi vencedor do Prêmio da Música Brasileira como melhor cantor de samba, concorrendo com Martinho da Vila e Zeca Pagodinho. Está em plena difusão de seu terceiro CD, “Samba Original”, onde interpreta sambas clássicos de um jeito muito próprio. É desse repertório que virão as músicas que interpretará no Valentino, dia 16 de dezembro.

O jornalista, biógrafo e crítico cultural Rui Castro teceu elogios a essa reinvenção: “Pedro Miranda é a prova de que o samba tem um grande passado pela frente. Todo dia ele nos surpreende com as grandes novidades de 1933, 1947, 1952 ou 1966, sem esquecer uma ou duas maravilhas de 1972 ou 1984”. Valorando as interpretações do jovem talento carioca, o jornalista concluiu, enfático, que “os cariocas amantes do samba já devem a Pedro Miranda mais do que podem pagar”.

O londrinense Paulo Vitor Poloni também brilha por aqui. Assumiu neste ano, como professor, o concorrido curso de coro cênico do Festival de Música de Londrina. Em 2017, pelo grupo Trio Mambembe (Paulo Vitor Poloni, Natália Lepri e Thiago Barcelos), lançou “Sambópera do Malandro”, CD com releitura da “Ópera do Malandro”, de Chico Buarque.

Está agora preparando o lançamento de dois outros CDs. Um deles para o início de 2019, como título de “Mistura Brasileira”, pelo Duo Policarpo (Paulo Vitor Poloni e Guilherme Villela), leitura de Paulo Vitor de suas grandes referências: Chico Buarque, Caetano Veloso, Tom Jobim, Guinga, Paulo Cesar Pinheiro, Egberto Gismonti e Chico Saraiva. Para o final de 2019, projeta lançar o primeiro CD autoral, só de sambas, que pretende gravar tendo a parceria das vozes desses novos expoentes nacionais, com arranjos e direção musical de um mestre nessa arte, o professor e instrumentista londrinense André Siqueira.

O londrinense conta que, sendo amante da canção brasileira, acabou descobrindo nomes contemporâneos do samba, principalmente o grupo de talentos artísticos que despontou na revigoração da Lapa carioca, como Pedro Miranda, Alfredo Del Penho, Marcos Sacramento, Moisés Marques e João Cavalcanti. “Meu jeito de fazer música está influenciado por estes artistas que agora oxigenam e mantêm viva a chama do samba”.

Foi numa das noitadas no Samba da Gávea, em 2017, que Paulo Vitor conheceu Pedro Miranda. “Eu dei uma canja lá, cantando com Pedro Miranda e Alfredo Del Penho. O carisma, a generosidade e o conhecimento dele me deixaram encantado.” O sambista londrinense diz que esse encontro fez surgir a ponte e o trabalho de intercâmbio que resultaram no show Gafieira 43 convida Pedro Miranda. “Será um privilégio receber e apresentar ao nosso público o Pedro Miranda e tudo que ele representa hoje”, ressalta.

Serviço:

“Gafieira 43 convida Pedro Miranda”

Dia 16 de dezembro

Às 20 horas

Bar Valentino

Ingressos e mesas na Escola De Musica Canto Da Lira, Rua Prof. Samuel Moura, 507. Mesas de 4 lugares: R$ 140,00. Ingresso individual: R$ 25,00.

(Com informações da Assessoria de Imprensa – Foto: Divulgação)

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, deixe o seu comentário!
Por favor entre com seu nome aqui