Início Cultura Balé Teatro Guaíra apresenta “Carmen” na abertura do Festival de Dança

Balé Teatro Guaíra apresenta “Carmen” na abertura do Festival de Dança

139
0
COMPARTILHAR

O Festival de Dança de Londrina promete uma largada memorável para a sua 16ª edição. O palco do Teatro Ouro Verde vai receber mais de vinte bailarinos para a execução da potente versão de “Carmen”, assinada por Luiz Fernando Bongiovanni numa fusão de clássico, flamenco e contemporâneo. O Balé Teatro Guaíra participa pela primeira vez do evento, abrindo em Londrina as comemorações dos seus 50 anos – idade rara para um grupo artístico no contexto brasileiro. A cerimônia de abertura e a apresentação começam às 20 horas desta segunda, com entrada gratuita. Ingressos já podem ser retirados nas bilheterias (dois por pessoa) da Funcart, Loja Shop Ballet e Ouro Verde. O público presente vai também conferir, no hall do teatro, uma exposição de figurinos do acervo deste meio século de história.

“Carmen” transita por vários temas de importância universal e atemporal, como a passionalidade, o ciúme e a morte, colocando em destaque o papel libertário da protagonista feminina em meio a conflitos sociais e emocionais. Ambientada na Espanha do século XIX, a trama é tecida por Carmen, uma cigana sedutora, o toureiro Escamillo e o cabo da polícia Don José. O Guaíra ambienta a coreografia em um cenário de contrastes cromáticos e formas concretas assinado pelo londrinense Gelson Amaral.

“É uma obra que pertence ao inconsciente coletivo, ao imaginário da civilização ocidental como uma das tragédias mais conhecidas da história da arte. E a tragédia, essa estória que aparentemente está fora dos limites do nosso cotidiano, nos auxilia a compreender e alargar nossa consciência a respeito da vida e da morte”, explica Bongiovanni. Transgressora desde a sua estreia em Paris, “Carmen” faz refletir sobre como lidamos com os contratempos e com a amarga experiência de um mundo que não se dobra aos nossos desejos. Aproxima-nos ainda da realidade quando escancara o feminicídio, tão conhecido da sociedade atual.

“Os personagens de Carmen somos sempre nós mesmos. Desde a sua protagonista que vive intensamente aquilo que bem deseja e traz nesse comportamento a lembrança do nosso próprio desejo de liberdade e potencialização de vida. Ou então Don José, que vive sua vida cinza até que tem a couraça da sua mediocridade estilhaçada pela possibilidade de amar como nunca havia pensado ser possível, e que então, de posse desta experiência, não tem forças para vislumbrar o que seria sua vida sem essa vitalidade que o amor proporciona”, completa o coreógrafo.

Um trabalho que se articula a partir da dramaturgia da ópera e da trilha composta por Rodion Shchedrin e Georges Bizet, sobre conto de Prosper Mérimée. A ópera estreou em 1875, em Paris. Noventa e dois anos depois, em 1967, o Balé Bolshoi concebeu uma versão de dança realizada pelo coreógrafo cubano Alberto Alonso.

Exposição de figurinos –  O espetáculo de abertura do 16º Festival de Dança de Londrina vai começar antes da ribalta, no hall do Teatro Ouro Verde. Prestes a completar 50 anos de história, a companhia paranaense presenteia o público do evento com uma exposição de figurinos emblemáticos desta trajetória.

Peças vestidas por bailarinos como Cecília Kerche e Eleonora Greca, e exibidas em espetáculos como “O Quebra Nozes” (bailado que a companhia mais dançou), “Dom Quixote”, “Copelius, o Mago”, a segunda montagem de “O Circo Místico” (criada especialmente por Chico Buarque e Edu Lobo para o Balé), “Cinderela” e “Romeu e Julieta”. Uma curiosidade: todos os figurinos criados por importantes estilistas foram produzidos nos ateliês de costura do próprio Teatro Guaíra. A exposição só poderá ser vista na noite deste dia 8. Posteriormente, as peças regressam ao arquivo do Teatro.

A companhia – Criado pelo governo do estado do Paraná em 1969, o Balé Teatro Guaíra é uma das mais importantes companhias oficiais do país graças a sua representatividade histórica, com obras consagradas. Durante seu percurso, realizou mais de 140 coreografias. Atualmente, apresenta um repertório focado na diversidade da dança contemporânea. Com a atual direção de Cintia Napoli (que assumiu em 2012), o Balé Teatro Guaíra traz propostas ousadas e autênticas, porém sem perder de vista a tradição.  Além de novas produções anuais, da manutenção de seu repertório e da difusão de espetáculos de qualidade, valoriza projetos de acessibilidade à dança e formação de plateia.

 

Serviço:

Abertura do 16º Festival de Dança de Londrina

Carmen

Balé Teatro Guaíra

(Curitiba-PR)

Dia: 8 de outubro (segunda-feira)

Horário: 20 horas

Local: Teatro Ouro Verde (R. Maranhão, 85)

Duração: 60 minutos

Classificação indicativa: 10 anos

GRATUITO*

*Retirar ingresso nas bilheterias do Festival (máximo 2 por pessoa)

 

Ficha Técnica:

Concepção, Coreografia e Direção: Luiz Fernando Bongiovanni

Co-Direção: Edson Bueno

Música: Georges Bizet/ Rodion Shchedrin / Ärvo Pärt

Iluminação: Beto Bruel

Figurino: Paulo Vinícios

Cenário: Gelson Amaral

Assistente de coreógrafo: Márcia de Castro

Ensaiadora: Soraya Felício

Assistente de ensaios: Airton Rodrigues

Consultoria de Dança Flamenca: Carmen Romero

Elenco:

Carmen: Malki Pinsag

Don Jose: Rodrigo Castelo Branco

Micaela: Gloria Candemil

Toureiro: Reinaldo Pereira

E Betina D’Agnoluzzo, Carlos Matos, Clarissa Cappellari, João Bicalho, Juliana Rodrigues, Karin Chaves, Leandro Vieira, Leonardo Lino, Luana Nery, Luana Teodoro, Luciana Voloxki, Murilo Machado, Nelson Mello, Paula Sousa, Rene Sato, Ricardo Alves, Rodrigo Leopoldo e Vitor Rosa

 

Informações gerais sobre o Festival de Dança de Londrina 2018:

Mostra local: 6 de outubro de 2018

Mostra oficial: 8 a 14 de outubro de 2018

Programação no site:

www.festivaldedancadelondrina.art.br

Informações: (43) 3342-2362

 

Pontos de venda:

Secretaria da Funcart

Rua Senador Souza Naves, 2380

Fone: (43) 3342-2362

Horário de funcionamento: de segunda a sexta, das 9h30 às 11h30 e das 13 às 19 horas

 

Loja Shop Ballet

Rua Pio XII, 64 – loja 3

Fone: (43) 3323-4717

Horário de funcionamento: de segunda a sexta, das 9 às 18 horas, e aos sábados, das 9 horas ao meio-dia

 

Teatro Ouro Verde (bilheteria)

Rua Maranhão, 85

Fone: (43) 3322-6381

Horário de funcionamento: das 16 horas até o início do espetáculo

O Festival de Dança de Londrina tem patrocínio da Secretaria Municipal de Cultura de Londrina, por meio do PROMIC (Programa Municipal de Incentivo à Cultura). O evento é uma realização da APD (Associação dos Profissionais de Dança de Londrina e Região Norte do Paraná), com apoio institucional da Funcart e da Casa de Cultura da Universidade Estadual de Londrina. Apoios: Pro-Helvetia (Fundação Suíça para a Cultura, apoio outorgado dentro do programa COINCIDÊNCIA – Intercâmbios culturais Suíça e América do Sul);  Loja Shop Ballet; Rádio UEL FM e Portal Duo.

Foto: Rony Santos/Divulgação

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, deixe o seu comentário!
Por favor entre com seu nome aqui